maio 28, 2012

BIKE SAMPA - Bicicleta compartilhada em SP

Na última semana foram inauguradas 6 estações de bicicleta em São Paulo, de um plano de 300 estações. No mesmo modelo do Rio de Janeiro com patrocínio do Banco Itaú, é possível a utilização por 30 minutos gratuitamente e demais 30 minutos por R$5,00 (mais caro do que no Rio).


Para ter acesso às magrelas, é necessário entrar na pagina http://www.mobilicidade.com.br, fazer o cadastro e no momento da retirada da bike é necessário entrar em contato via celular ou pela internet, passar dados de cartão de credito, numero da estação e posição da bicicleta que será utilizada.








Sou a favor de qualquer movimento que incentive o uso das bikes como já foi postado AQUI, mobiliário urbano dos desejos de qualquer megacidade! Mas, sem querer criticar, mas já criticando... eu também sou a favor da democracia e do direito igualitário a todos...

Vamos lá... quantas pessoas utilizam cartão de credito, quantas pessoas utilizam smart phones com acesso a internet...precinho salgado R$5 por 30 minutos... e a ultima critica: não existem parques e pessoas somente nas proximidades do Ibirapuera e Paulista, certo??!!

Mesmo quando as 100 primeiras estações estiverem em operação, elas estão beeeem longe da Zona Norte e Leste!! Hei, tem gente lá do outro lado da ponte viu Kassab!!!


Masssss, como brasileiro já se contenta com qualquer pingo d´água e não desanima nunca... vamos lá...já é alguma coisa...


Ótima semana a todos!!

Daniela Prieto

maio 24, 2012

MÉXICO - Mobiliário Urbano

Ja faz algum tempo que eu queria postar sobre Mobiliário Urbano aqui no GOML e acho que o da Cidade do México e perfeito para iniciar este tema.

Na Paseo de la Reforma, uma das avenidas principais da cidade voce encontra diversos bancos, desenhados por diversos artistas mexicanos. Além de divertido, eles funcionam... dificilmente voce encontra algum vazio, principalmente na hora do almoço! As pessoas saem dos seus trabalhos e vão relaxar, conversar...

Eu sou fã de carteirinha quando o objetivo é o conforto e bem estar das pessoas...

As fotos foram tiradas em 2009 quando estive por lá com uma amiga... mas sei que eles fazem parte do mobiliário urbano até hoje!

Vamos às imagens:






















A combinação de ARTE e FUNCIONALIDADE...

Ótimo dia a todos!

Daniela Prieto

maio 22, 2012

REPELENTES NATURAIS

Mais chato e mais perigoso do que o zum-zum dos insetos, efetivamente é perigo a inalação de certos inseticidas... matam não só os insetos como a gente também né...

Fiquei maluquinha quando fiquei sabendo que é super eficiente trocar a pastilha inseticida por casca de laranja!! Isso mesmo: CASCA DE LARANJA, o ácido cítrico tem o papel repelente e ainda deixa um cheirinho gostoso! Não é demais??





Aí resolvi mergulhar nesse "Mundo Natureba" e fui pesquisar outros meios de lidar com os danados. Olhem só as diquinhas:


PERNILONGOS - O cheiro da casca da laranja, do cravo, do limão, do manjericão e da citronela espanta os pernilongos. Para fazer um repelente, misture 100 gramas de folhas de manjericão, 100 gramas de citronela e um litro de álcool no liquidificador. Bata tudo, coe e coloque em um recipiente vedado. Uma vez por dia, pulverize o ambiente.


Para fazer um repelente corporal, mergulhe um pacote de cravos no álcool por 30 dias. Depois, coe a mistura e junte 50 ml de óleo de amêndoas. Pode passar na pele, que é bom. Outra opção é misturar 200 ml de óleo mineral com 30 ml de óleo de andiroba e 30 ml de óleo de citronela -à venda em lojas de produtos naturais.

O limão cortado ao meio com cravos espetados nele também é um excelente repelente natural... espalhe alguns pela casa no verão!!



CARUNCHOS - Os carunchos conseguem entrar em caixas de cereais e pacotes. Uma forma de evitar que isso aconteça é armazenar os alimentos que são alvo desse bichinho ( arroz, trigo e feijão) com algumas folhas secas de louro.
Uma medida preventiva é colocar os pacotes recém-comprados dentro do congelador por dois dias. Isso vai matar ovos que possam já estar dentro da embalage.



TRAÇAS - Para exterminar traças e seus ovos de livros e pequenos objetos coloque-os dentro do freezer, em sacos plásticos vedados, por dois dias.
Sachês com folhas secas de lavanda, pimenta caiena, casca de cedro ou sálvia também espantam traças.
Passar óleo de lavanda nas superfícies onde ficam os livros também ajuda a manter as bichas longe dos armários. 


BARATAS - Armadilha atóxica: besunte vaselina sólida nas paredes internas de um vidro. Dentro, coloque dois dedos de cerveja, pedaços de frutas e gotas de extrato de amêndoa. As baratas vão ficar presas no vidro. Depois, jogue água fervendo e despeje na privada.
Outras opções: misture açúcar e bicarbonato de sódio (que mata os bichos) e espalhe em vasilhas pela casa; ou pingue óleo essencial de alecrim e eucalipto em algodão e distribua nos cômodos.
Research: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude

Não são demais?? Ja está tudo anotado para o próximo verão!!!rs
Good Job!! Ótima semana a todos!!

Daniela Prieto

maio 17, 2012

BAREFOOT AT HOME

Quando eu era criança, todos lá em casa tínhamos o costume de tirar os sapatos antes de entrar, era tão natural que nem percebíamos e todos iam aderindo... me lembro bem dos vários pares na porta da sala. 



Com o passar dos anos, a vida foi ficando mais corrida e pouco a pouco fomos perdendo isso... quando via, já estava lá dentro de sapato e tudo (para o desespero da minha mãe...rs).

Agora que tenho minha própria casinha tive vontade de resgatar esse hábito! Não só pelo conforto, mas principalmente pela higiene... fico imaginando a quantidade de germes, bacterias, etc e tal que adentram nosso lar pelo simples fato de entrarmos com o sapato que viemos da rua. Imaginem só quem tem crianças pequenas na fase de engatinhar... affe... terror!

Os orientais e europeus já fazem desse ato uma cultura. Os orientais presam a limpeza do lar e da alma. Os europeus, principalmente de países que nevam, acostumaram-se a tirar o sapato para evitar que a neve encrostada no sapato derreta e molhe a casa toda... entrar na casa de uma família oriental ou sueca por exemplo, de sapato é quase xingar a mãe deles... é falta de educação mesmo!!!

Mas, sempre tive muitas dúvidas a respeito. Como aqui no Brasil não é um habito, me parece muito constrangedor pedir para uma visita tirar o sapato não é mesmo?? As pessoas não estão acostumadas a desfilarem de meia ou descalças na casa dos outros... sem contar os traumas: meia furada, chulézão, unha sem fazer... ai ai ai...



Diz a boa etiqueta que:
- o anfitrião deve deixar pantufas e chinelos de diversos tamanhos e limpinhos bem à vista na porta de entrada! 
- deve ter um local para que a pessoa se sente para se sentir mais confortável na hora de tirar os sapatos.
- deve ter também um lugar para colocar os sapatos tirados.
- e não se deve abrir mão do velho e amigo "capacho".



O mais importante da boa etiqueta: o anfitrião nunca deve pedir para tirarem os sapatos... a visita tira apenas se achar confortavel para isso. Por outro lado se voce for visitar alguém e perceber os aparatos na porta e os anfitriões estiverem sem sapato, é de bom tom tirar os seus também. É uma troca de gentilezas... vamos combinar que é uma gentileza bastante higiênica, não é mesmo??

Pois bem, fui atrás de algumas opções que fazem desse gesto mais descontraído:




































Até que esse hábito pode se tornar bem divertido não é mesmo??

Lá em casa, eu e o maridão já estamos aplicando: chegamos em casa e vamos logo trocando os sapatos por um chinelo limpinho... adotamos uma cesta de vime bem na porta (também serve para não esquecermos nessa fase de adaptação...rs).


Além dos chinelos, acho interessante ter um punhado daqueles protetores descartáveis sabem? No caso de receber o encanador, eletricista, tecnico da NET... já saco um par pra eles...rs... e é colocado por cima do sapato mesmo!



E aí gostaram? Voces adotam ou gostariam de adotar esse hábito?? Quero saber...


Ótima quinta feira a todos!

Daniela Prieto