novembro 16, 2011

BAOBÁ, Living witness to History

Desde um programa de TV que assisti sobre Madagascar, me apaixonei por essa árvore... Não somente por suas formas exageradas, mas principalmente pela História! Eu diria que o Baobá é o dinossauro da Botanica! A diferença é que ele não foi extinto (ainda!)...




Há 8 espécies hoje, sendo 6 delas originárias de Madagascar, uma do Senegal e uma da Austrália (realmente a Pangéa existiu!! rs)
Adansonia chega a alcançar 25m de altura e até 11m de diametro...Destacam-se pela capacidade de armazenamento de água dentro do tronco oco, que pode alcançar até 120.000 litros. Os baobás desenvolvem-se em zonas sazonalmente áridas, e são árvores de folha caduca, caindo suas folhas durante a estação seca. Seus frutos são ricos em vitamina C e suas flores vivem apenas 24hs por ano!

O que mais me impressiona é que este ser vivo chega a ter 6.000 anos! É testemunha viva da História... olhamos as imagens e nos sentimos breves...









Até o Pequeno Princípe teve medo dos Baobás...ele todos os dias prontamente arrancava as sementes de Baobá de seu asteróide... sabia que as raizes do baobá poderiam destruir o seu pequeno mundo...

"- É verdade que os carneiros comem arbustos?
- Sim. É verdade.
- Ah! Que bom!

Não compreendi logo porque era tão importante que os carneiros comessem arbustos. Mas o principezinho acrescentou:
- Por conseguinte eles comem também os baobás?
Fiz notar ao principezinho que os baobás não são arbustos, mas árvores grandes como igrejas. E que mesmo que ele levasse consigo todo um rebanho de elefantes, eles não chegariam a dar cabo de um único baobá.
A idéia de um rebanho de elefantes fez rir ao principezinho:

- Seria preciso botar um por cima do outro…
Mas notou, em seguida, sabiamente:
- Os baobás, antes de crescer, são pequenos.
- É fato! Mas por que desejas tu que os carneiros comam os baobás pequenos?
- Por que haveria de ser? respondeu-me, como se se tratasse de uma evidência. E foi-me preciso um grande esforço de inteligência para compreender sozinho esse problema."




Dizem que Antoine de Saint-Exupéry inspirou-se em um baobá existente em Recife, Pernambuco... Isso mesmo, existem alguns catalogados  aqui no Brasil! Nos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará, Goiás, Mato Grosso e Rio de Janeiro.


Fortaleza, Passeio público

Rio de Janeiro, Passeio público

Recife, Praça da República

Rio de Janeiro, Lagoa Rodrigo de Freitas


Sacerdotes africanos teriam trazido mudas para o Brasil devido a crença religiosa... Uma das lendas que envolvem essa imensa arvore é que acreditavam que o sepultamento dentro de um tronco de Baobá faria o espírito viver enquanto a arvore viver...

No Rio de Janeiro existem 5 arvores de Baobá e neste fim de semana fui atrás de uma... ela está no canteiro central da Avenida Borges de Medeiros, altura do numero 3000, ao redor da Lagoa Rodrigo de Freitas...
Ela ainda é um bebê de 200 anos comparando com suas irmãs africanas milenares... mas é emocionante ver uma de perto...










E aí gostaram?? Eu e meu noivo Alexandre andamos uns 8km em volta da Rodrigo de Freitas atrás desse Baobá...rsrs... Mas, quando os olhos cruzaram por ele foi instantaneo e emocionante... o Baobá é diferente de toda nossa flora de Mata Atlantica!
Valeu a pena o cansaço! E que esse sentimento seja eterno ou que pelo menos perdure pelos próximos 6.000 anos!!

Ótima semana!!



Daniela Prieto

3 comentários:

  1. Estou conhecendo agora a existência dessa árvore. Fiquei encantada com seu porte e pelo fato de serem testemunhas da História, muito bom o poste.

    ResponderExcluir
  2. Estava lendo para o meu filho Bernardo, de 7 anos, "O pequeno príncipe" e ele me indagou a respeito do Baobá. Ficamos fascinados com esta árvore. Amamos a matéria! Obrigada!!
    Patrícia Porto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Patricia, fico muito feliz! Obrigada pela visita!
      O Baobá realmente encanta e fascina...

      beijo grande para voce para o "Pequeno Bernardo"!
      ;)

      Excluir