fevereiro 23, 2012

NAS ALTURAS, São Sebastião -SP

Esse refúgio em meio à Mata Atlantica localizado em uma ilha fluvial em São Sebastião, litoral Norte de São Paulo. 

Projeto de George Mills, teve como partido principal a elevação da construção na altura das copas das árvores.

Esse afastamento da construção do solo proporciona diversas vantagens à construção e ao meio em que ela está implantada. 

Vamos às imagens:


 
 - Menor intervenção ao meio natural;


 - A construção não impede a circulação dos animais locais;



 - Maior área permeável;


 - Prioriza a ventilação natural e se afasta da umidade do solo;



 - Prioriza a vista;


 - Caixilhos e assoalhos foram executados com madeira de demolição;



 - Terraço a 9 metros do solo em meio ao verde da Mata;



 Planta do pavimento principal


Planta do Terraço

Research: http://casaeimoveis.uol.com.br/


O sistema construtivo escolhido foi o concreto moldado in loco devido a dificuldade de acesso, por proporcionar menor intervenção ao meio ambiente e maior conforto térmico. 

A estrutura metálica por exemplo iria precisar de guindastes para içamento. A estrutura de madeira provavelmente não iria oferecer resistência à umidade da Mata Atlantica.

Foram utilizadas formas de papelão tipo Dimibu para concretagem dos pilares.  Estes possuem embutidos a tubulação de água pluvial e esgoto.

Destaque da Bienal de Arquitetura de 2011, este é mais um lindo exemplo de Bioarquitetura, que respeita acima de tudo, o Meio Ambiente.

Esta belezura demorou 1 ano a ser construída e custou em torno de R$ 200.000 entre materiais e mão de obra!

E aí gostaram?? 



Daniela Prieto

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário