março 22, 2012

VAMOS PLANTAR??- Parte 2, Mudas

Sua  sementinha já brotou e temos uma linda mudinha, que tal transferí-la para um vaso maior? Ou comprou uma mudinha e ela veio em um vasinho pequeno de plástico??
Vamos lá, hoje é dia de plantar uma MUDA!! Pode ser em vasos ou floreiras, ok??

Precisaremos (igualzinho ao VAMOS PLANTAR??- Parte 1):

ARGILA EXPANDIDA:
Pode ser usado brita ou cascalho. O papel da pedra no fundo do vaso é para facilitar na drenagem e não permitir que a água fique retida.

MANTA GEOTEXTIL "TIPO BIDIM":
Mais conhecida como Manta Bidim, não é biodegradável, desta maneira ela não apodrece. Ela evita que a terra seja expelida pelos buraquinhos do vaso.

TERRA VEGETAL:
No caso de plantio em vasos pequenos, podemos utilizar a terra vegetal ou a terra preta. Esse é o tipo de terra com mais nutrientes.
Para vasos muito grandes ou floreiras, sobre o bidim pode-se usar 2/3 da  da altura do vaso com terra vermelha (é de pior qualidade nutricional para a planta, mas é mais barata) e completar o restante 1/3 do vaso com a terra preta.
A terra preta no topo do vaso é importante. Quando há a rega, a própria água acaba levando os nutrientes e misturando com o restante da terra.

SERRAGEM:
Ela serve para finalizar o plantio e não permitir que a umidade da terra apodreça as folhas e frutos.

VASO:
Os vasos de argila ou barro são mais eficientes porque ajudam na evaporação da água e no não apodrecimento das raízes. De qualquer maneira é importantíssimo que haja furos no fundo vaso para escoamento e não acumular água.
Quanto ao tamanho: o vaso pode ser trocado com o passar do tempo e desenvolvimento da nossa plantinha. Mas para árvores e outras espécies de maior porte, quanto maior o vaso, mais fácil o exemplar se desenvolve.
Não se esqueça que quanto mais raso o vaso for, mais rapidamente se evaporará a água. Escolha floreiras com o mínimo de 10cm de altura.

MUDA:
A mudinha escolhida de hoje foi o MORANGO! Mas, essa técnica se aplica a maior parte das mudas, tanto para flores como para frutíferas.




Colocar aproximadamente 5 cm de argila expandida no fundo da floreira para evitar o acumulo de água no fundo. Depois cobrir com a manta geotextil que evita a saída da terra pelos buraquinhos (dreno) embaixo da floreira.



Despeje a terra vegetal sobre a manta mas, não complete totalmente o vaso. Retire a muda do recipiente que ela está com o torrão e tudo... tome cuidado para não machucar as raízes. (Torrão é a terra que a mudinha já está acostumada incrustada nas raízes).
Embalagens plásticas são mais fáceis, é só cortar com uma tesoura. Se estiver em vasinho plástico, use uma faquinha em volta como se fosse desenformar uma bolo da assadeira.




Acomode o torrão na terra vegetal da floreira. Se forem mais de uma muda, deixe pelo menos uns 10 cm entre uma e outra.
E preencha com mais terra se necessário e pressione até que o torrão fique estável.
Não esqueça de deixar uns 3 cm livres da borda.



Sobre a terra, despeje a serragem, espalhe cuidadosamente.



Por último, retiramos as folhinhas secas ou danificadas e pronto!!



Good Job!!



Os melhores locais para as floreiras são ao ar livre. Para quem mora em apartamentos prefira a área de serviço ou varanda... que seja arejado e que tenha sol algumas horinhas por dia!

No quintal ou varandas muito altas, escolha um lugar onde não vente muito forte. Não esqueça que a mudinha está em fase de adaptação no berço novo!


Ótimo dia a todos!!


Daniela Prieto


Research:
http://cesaratorres.blogspot.com.br 

Um comentário:

  1. Boa florrrr.
    Um dos meus sonhos chamar um paisagista para dar um help aqui....
    Ou até mesmo fazer um curso, por que, eu amo as florzinhas.
    Beijos

    ResponderExcluir