dezembro 03, 2012

AMAZÔNIA - Encontro das Águas

Em novembro tive a oportunidade de conhecer a cidade de Manaus, Estado do Amazonas, Brasil. Foi uma das experiências mais excêntricas em que vive com toda certeza.

Nesta primeira postagem sobre a viagem, vou falar sobre um dos passeios mais pedidos do local: O ENCONTRO DAS ÁGUAS.

Trata-se do encontro do Rio Negro com o Rio Solimões (Rio Amazonas). Rios de características muito diferentes que já se notam pela tonalidade da água, o primeiro de cor muito escura e o segundo de cor barrenta.

Nosso guia turístico fala sobre a diferença de: TEMPERATURA, DENSIDADE e VELOCIDADE, como responsáveis por não se misturarem.

RIO NEGRO, afluente do Rio Amazonas, tem sua nascente na Colômbia, de águas mornas 28°C quase o ano todo. Possui o Ph ácido, não há proliferação de mosquitos, a fauna não é tão rica quanto no rio Solimões, por volta de 400 espécies de peixes. A velocidade das águas é por volta de 2 km/h. Forma diversas praias em suas margens quando não se está na época de cheia, a mais famosa e urbanizada é a praia da Ponta Negra.

Praia de Ponta Negra, Manaus

Rio Negro, água morna e sem mosquitos

RIO SOLIMÕES ou RIO AMAZONAS, possui sua nascente nas cordilheiras peruanas. Água de montanha que traz consigo sedimentos que fazem de sua água cor barrenta. Águas frias em tono de 22°C, o Ph é mais básico o que favorece na diversidade de peixes, mais de 3000 espécies. A velocidade é maior, por volta de 5 km/h. Na época de cheia, sua largura chega a ter 50 km de uma margem a outra. Acreditem a sensação é de estar olhando para o mar, para o infinito.

Por estas diferenças, as águas não se misturam até a foz, Oceano Atlântico, no Delta do Amazonas. 

Após o encontro, por meio de turbilhões, as águas do Rio Negro descem e correm no fundo paralelamente as águas do Amazonas. Incrível não?

Nossa expedição de barco até o exato local do encontro durou por volta de 2 horas partindo de Manaus.   E foi possível ver botos cor de rosa, primos dos golfinhos, nas águas barrentas do Amazonas. Mas, infelizmente não consegui fotografá-los, eles são muito rápidos!!

Vamos às fotos:

Nosso meio de transporte, saindo da Ponta Negra


Sob a Ponte Rio Negro - recém inaugurada, famosa pelo super-faturamento da obra (R$ 1,2 bi)


Rio Negro, seguindo a favor da correnteza


Chegando...


E aí está, o ENCONTRO DAS ÁGUAS:

                    RIO NEGRO                                                                                     RIO SOLIMÕES                     





Foi uma grande emoção poder ver um dos fenômenos naturais mais incríveis do planeta. Fenômeno que acontece todos os dias, há milhares de anos. Fenômeno o qual o Homem ainda não destruiu.

Me faz pensar numa força, uma energia muito maior, na qual nós Homens somos incapazes de compreender ou realizar!


Ótima semana a todos,

Daniela Prieto 

Imagens: Daniela Prieto
Gardens of my Life

Nenhum comentário:

Postar um comentário